QUEM INVENTOU O AMOR?

de todos os sentimentos humanos, o amor é o mais complexo e estranho. diria até incompreensível. avesso a toda e qualquer lógica, como um fractal, assume as mais variadas e imprevisíveis formas. ao contrário da raiva que não possui tantas nuances, o amor se manifesta em inúmeras encarnações: amor pela namorada, pela esposa com quem se está casado há dez anos, pela amante, pela professora, por alguém que se foi, amor de mãe, de irmão, de amigo, amor por um bicho, amor de carnaval, platônico etc. cada um com sua intensidade e conseqüências. para cada pessoa temos uma forma diferente de amar e um grau de intensidade.

as pessoas entendem este sentimento de várias formas. os conquistadores profissionais o entendem como um componente cênico. quem está emocionalmente doente possui também um jeito doentio de amar. alguns o vêem como somente uma reação química, assim como a fome, o sono, a dor de cabeça. outros vão mais além afirmando que a religião e a mídia transformaram esta reação química em mito com o objetivo de gerar lucro. para a romântica adolescente virgem o amor é o sentido da vida. ao mesmo tempo que o amor pode levar alguém á condição de “iluminado”, tb pode tornar seu portador uma pessoa extremamente amarga.

já deu pra perceber q estou in love. de que outra forma escreveria um post como este? passei muitos anos na mais completa galinhagem. não me arrependo. na falta de algo melhor, esta práxis me ajudou a suportar a vida durante esse tempo todo. agradeço às milhares de anônimas q cruzaram o meu caminho e me deram força para continuar sem exigirem nada em troca. agora, porém, me vejo, não sei exatamente por quê, diante de uma mudança de paradigma.

rola uma ansiedade quando planejo com minha musa nosso primeiro encontro. tenho curtido isso, afinal só se vive uma vez. nosso contato tem sido por e-mail e sms/mms. só a vi uma vez, por aproximadamente uns 3 segundos que o acaso nos forneceu, mas foi o suficiente para eu ter certeza. como todo início rola um medo de que não dê certo, mas há também uma imensa vontade que tudo aconteça. o que seria a vida se tudo fosse uma sucessão de agendamentos confirmados?

Anúncios
por jardim Postado em Sem categoria Com a tag

3 comentários em “QUEM INVENTOU O AMOR?

  1. Olá!
    E então? Já aconteceu o tão sonhado encontro?
    Estou ansiosa pra saber como foi esse encanto.
     
    Beijocas e boa sorte!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s