A Indesejada das Gentes

na escola aprendi a definição do ser vivo: nasce, cresce, reproduz-se e morre. o nascimento de um bebê nos deixa encantados com a vida e seu milagre do surgimento. ir a um enterro revoga esta graça. porque é tão difícil aceitar a finitude da vida? todos os que já nasceram ou já morreram ou vão morrer. os que ainda não nasceram também irão morrer. então por que o mal estar? seres vivos só são seres vivos porque nascem, crescem, reproduzem-se e morrem. e ponto final.  se não passassem por isto seriam pedras.

já tive medo da morte, mas hoje ela não me assusta, somente me causa tristeza. sempre haverá um lugar vazio à mesa. e mesmo que outro o ocupe, não estará ele preenchendo o vazio: o vazio é que o preencherá. 

o que nos incomoda mais? a nossa própria morte ou a morte dos outros?

neste Universo complexo e elegante, uma pessoa depois de morta e do seu corpo decomposto possui o mesmo número de átomos de quando era viva. estranho, não? no entanto a morte sempre provocará lágrimas, seja a morte de um parente ou de um animal de estimação. 

a aproximação da morte seja por velhice ou por uma doença terminal nos aproxima de deus. curioso: por que nesta hora buscar este ser que nos condenou à morte antes mesmo de havermos nascido?

Anúncios
por jardim Postado em Sem categoria Com a tag

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s