sob a chuva

sob a chuva forte. a caminho de casa. as ruas de niterói sao o templo da
mediocridade, da vulgaridade, da desigualdade. familias de sem teto na
amaral peixoto. adolescentes que se prostituem na visconde de itaboraí.
trombadinhas no parque sao joao. um vira-lata com sarna da cabeça às
patas na visconde de uruguai. deus deve ser um cara muito ocupado pra
ver tudo isso por aki. ou muito distraído. sigo pisando duro olhando
somente para a frente para nao me transformar numa estátua de sal.
carrego comigo urgencias: um par de tenis novo e um pouco de paz. durante o dia distribui falsos sorrisos. me proibi de contabilizar fracassos, de comer porcaria, de reabrir antigas
feridas. me sentenciei a ter fé no futuro, mesmo q nao exista futuro.
Anúncios
por jardim Postado em Sem categoria Com a tag

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s