sadness

sadness
sadness
sadness

sob a tarde chuvosa do feriado só me resta abrir uma garrafa de gallioto. infelizmente parei de fumar. seria mais uma boa companhia juntamente com minha coleção de mp3, meus livros e o microsoft word. há quase 10 anos perdi a crença no amor no dia em que acordei e vi que dormia com o inimigo. de lá pra cá a vida se tornou mais amarga, não há como negar. mas também se tornou mais leve. mas nada que tenha me impedido de continuar vivo, trabalhar, estudar, escrever e às vezes até sorrir. se voltei a dormir com o inimigo talvez tenha sido mesmo por ter me faltado caráter. mas aprendi que até isto é possível, desde que haja respeito mútuo. já se conhece as vulnerabilidades do inimigo, sabe-se que dele nada se pode esperar. logo, o que ele por ventura vier a oferecer é lucro. conviver com um inmigo nos oferece a posibilidade de crescimento. inimigos às vezes são mais úteis ou me respeitam mais do que os amig os.quem caminha na mesma direcção que eu, oferece-me menos oportunidades de encontro e de troca do que aquele que vem contra mim. obrigam à circunspecção e ao caminho retilíneo; como auxiliares de grandeza, porque obrigam a superar as más vontades e os obstáculos, como estímulos do aperfeiçoamento de si e da vigilância; como antagonistas que impelem para a competição, a fecundidade, a superação contínua. na prática do duplipensar * que aprendi com george orwell está a chave. escreveu salomão: entre mil homens, descobri apenas um que julgo digno, mas entre as mulheres não achei uma sequer (eclesiastes 7:28). felizmente não conhecemos o futuro. o destino segue nas mãos da matemática do caos podendo nos reservar uma bala perdida, um bilhete de loteria premiado ou até mesmo o encontro com extraterrestres. não há porque se preocupar com o futuro, basta a cada dia o seu próprio mal. ele virá, nos 5 minutos ou nos 50 anos que me restam de vida que em algum momento terminará, assim como esta tarde chuvosa.

__________

* saber e não saber; defender simultaneamente duas opiniões opostas, sabendo-as contraditórias e ainda assim acreditando em ambas; usar a lógica contra a lógica; esquecer tudo quanto for necessário esquecer; trazer à memória prontamente no momento preciso e depois tornar a esquecer; induzir conscientemente a inconsciência.

Anúncios
por jardim Postado em Sem categoria Com a tag

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s