viagens no tempo

tempo é o intervalo entre dois eventos. viajar no tempo é possível?  a ficção já abordou o tema em “a máquina do tempo”, de h.g. wells. físicos vêm se dedicando à viagem no tempo a muitos anos.

até o início do século xx, pensávamos que o tempo era uma via de mão única. um segundo na terra seria igual a um segundo em qualquer parte do universo. porém avanços científicos provariam que esse modelo estava errado.

tudo começou quando a velocidade da luz começou a ser medida. a velocidade da luz é constante, independentemente da posição do observador. 299.792.458 m/s.

a partir de einstein,  o tempo passou a ser relativo, podendo variar de acordo com as condições em que foi medido. percebeu-se que ao se movimentar em uma velocidade muito grande, próxima à velocidade da luz, o tempo passa mais devagar do que para quem está em uma velocidade inferior.

paradoxo dos gêmeos: se um dos gêmeos partir em uma viagem pelo espaço em uma velocidade próxima da velocidade da luz, quando retornar, terá se passado muito mais tempo na terra do que para ele que também terá envelhecido menos do que o seu irmão. isto foi provado em experiências com aceleradores de partículas.

o primeiro viajante do tempo foi o cosmonauta russo sergei avdeyev. com mais de 748 dias a bordo da estação mir, orbitando a uma velocidade de aproximadamente 7,5 km/s, avdeyev viajou cerca de 20 milissegundos no futuro, o que ainda é considerado como sendo o recorde de viagem no tempo de um ser humano.

o espaço-tempo é curvo e, por isso, a órbita de planetas formam elipses. se conseguíssemos curvar ainda mais o espaço-tempo, poderíamos cortar grandes distâncias do espaço em pouco tempo, através de buracos de minhoca .

em um buraco de minhoca teríamos uma espécie de túnel, que ligaria duas regiões muito distantes. o buraco de minhoca seria como um atalho para longas  distâncias.

viajar para o passado seria possível se a barreira da velocidade da luz fosse ultrapassada. mas isso é até o momento fisicamente impossível.

uma das contradições ao tratarmos das viagens no tempo para o passado  é o paradoxo do avô.

o viajante que voltasse no tempo e matasse o seu avô impediria que ele mesmo nascesse. se ele não nasceu como poderia ter matado seu avô?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s