discos

escrevo numa tarde cinzenta e fria
trabalho pra espantar a solidão
e meus pensamentos
hoje assumi em público minha doença
estou mais leve, mais livre
mais ainda tenho muitos medos
medo de voar, de amar
medo de morrer, de ser feliz
medo de fazer análise e perder inspiração
ganho dinheiro cantando minhas desgraças
comprar uma fazenda, fazer filhos
talvez seja uma maneira de ficar
pra sempre na terra
porque discos arranham e quebram

CAZUZA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s