foram eternos dias a distanciar nossas vidas.
nossos corpos, separados, recriaram seus instintos,
circunspectos, mesclados a um proscênio fosco
atuamos como se nunca houvéssemos nos encontrado,
nos tocado, nos provado, nos revelado,
determinados, sob um céu ordinário.

foram eternos dias a desamarrar nossos destinos,
a silenciar nossos gritos em nossa cama.
e a cada noite eu os ouvia nesta cama agora vazia,
nossos fôlegos sob esta mesma lua.
tua saliva e tua secreção a corromperem todos os hinos
onde agora só restam demônios.

foram eternos dias apagando nossos nomes,
o céu de tua boca, abrigo do falo insistente,
agora apenas um vácuo inconstante.
tantos foram os nós nunca desfeitos,
éramos anjos tentando saciar nossas fomes,
tentando iludir a dor persistente.

foram eternos dias que escreveram nossa história,
a tua voz persiste ainda na noite escura.
a tua falta ocupa o espaço do ambiente,
doce ausência em minha memória,
amargo sabor neste dia que se inicia.
nossas vitórias, nossas derrotas são um perjúrio.

foram eternos dias que fecharam minhas feridas,
estancaram o sangue à minha revelia
nas avenidas do meu infortúnio,
entre os meus clamores sem sentido.
bardo errante sem rumo
imerso em delírios, pecados e loucura.

foram eternos dias a consolidar nossos receios
entre os credos de tua púbis sob esta sombra desnuda.
nossa intimidade subverteu nossa lua
renegando a inexistente paz de nossa teia,
do que passou a se chamar presente
em nossas faces somente a negrura.

Amores Possíveis
apenas R$4,99
Amazon https://www.amazon.com.br/dp/B01N0BIVSY
impresso Brasil http://www.perse.com.br/novoprojetope…/WF2_BookDetails.aspx…
impresso Portugal http://www.bubok.pt/livros/9940/Amores-Possiveis

Anúncios

de ti trago memórias
que o tempo cuidou em preservar,
voos de ícaros que ainda amanhecem
no orvalho da minha sede
pela febre do teu corpo
que em mim nunca se extinguiu.
.
minhas mãos ainda te buscam
ainda que há muito já não te toquem.
me perco em minha insensatez
colhendo alegorias, ilusões,
acorrentado à tua miragem,
quimera de deslumbramento
dos meus infinitos enganos.
à noite, no espelho é o teu rosto que vejo.
.
são para ti as rubras rosas que trago,
é por ti que pulsa o sangue em minhas veias,
é teu este meu grito mudo.
são para os teus peitos
este toque dos meus dedos.
.
ecos da tua voz me trazem
tuas palavras agora antigas.
te ouço ainda mesmo que ausente
e me sopras ventos de nostalgia
que vagam pelas esquinas dos meus dias.
.
o hálito morno de tua respiração
me invade o fôlego
e me torno o avesso do meu avesso.
restaram pequenas palavras
que me sussurravas com tua voz muda
quando me pedias que te ouvisse,
quando me pedias que te tocasse,
quando me pedias:
me beija, me fode.
.
te trago dentro de mim,
te fiz parte de mim,
caminhas ao lado dos meus passos,
pisando comigo este mesmo chão
e me conduzes ao longo do dia
para algum vago sítio,
para algum improvável lugar.
.
caminhamos juntos pela mesma estrada
mas há muito já não há mais estrada,
somente o rastro que nossas feridas deixaram.
somente um abismo profundo e negro.
um vazio, implorando aos gritos
que algo o preencha.

Amores Possíveis
apenas R$4,99
Amazon https://www.amazon.com.br/dp/B01N0BIVSY
impresso Brasil http://www.perse.com.br/novoprojetope…/WF2_BookDetails.aspx…
impresso Portugal http://www.bubok.pt/livros/9940/Amores-Possiveis

provo teu negro amor,
teus lábios amargos
na escuridão de nosso beijo.
o espelho reflete nossos corpos nus
e o negrume que nos acompanha.
.
púbis clara,
lua rara,
nossas roupas
pelo chão
da sala.
.
teus olhos imóveis
são pedras preciosas
a comprar o vazio da cama.
uma mulher vazia de sonhos.
.
tua beleza,
que me fez te desejar
acabou por sublimar
as outras tantas
que já desejei
como se todas as outras
tivessem em ti se consolidado.
.
rosa
escarlate
banhada
no orvalho
das minhas lágrimas.
rosa a me ferir
com seus espinhos.
.
tua voz
branca,
descrente,
como uma anêmona
entoa num cântico profano
o desalento deste amor
numa longa e triste canção.
o espelho refletindo nossos sexos
e a triste constatação de teu olhar imóvel
como pedras preciosas
a comprar o vazio da cama.
.
no escuro do quarto
sinto o calor de tuas mãos
e da urgência com que gozas.
a te chupar,
a lambuzar meu rosto
com o teu suco.
a sentir os teus dedos
que me acariciam
cada um de meus sentidos entorpecidos
como o despertar de um sonho
que insiste em não terminar.
.
diante de teus lábios amargos
me torno tua sombra,
um cão fiel,
um obsceno fruto, teu mel
a tornar amarga a minha vida.
.
atmosfera escura,
lua obtusa,
acredito em tua mentira
mais uma vez: sou tua.

vívido corpo

o vívido corpo que possuis
envolve-me em suor e visgo.
fodo contigo ao invés de uivar para a lua.
ver-te. tocar-te. no sinuoso caminho
que percorro de fomes e agonias,
colada a tua boca à minha
o instante arde interminável.
fodes como quem acalenta um filho.

Amores Possíveis
apenas R$4,99
Amazon https://www.amazon.com.br/dp/B01N0BIVSY
impresso Brasil http://www.perse.com.br/novoprojetope…/WF2_BookDetails.aspx…
impresso Portugal http://www.bubok.pt/livros/9940/Amores-Possiveis

os 18 mandamentos

publicado na superinteressante

Os 18 Mandamentos

A Bíblia tem duas versões dos Dez Mandamentos: uma mais famosa e outra nem tanto. Juntando as duas, dá para interpretar que a posse de escravos está liberada, mas comer x-burguer, não.
moises tabuas

Quase todos os especialistas em história de Israel concordam que a versão mais antiga dos Dez Mandamentos é a que consta no capítulo 5 do Deuteronômio, livro bíblico “publicado” pela primeira vez em 622 a.C. Em outro trecho da Bíblia, no capítulo 34 do Êxodo, ao testemunhar o episódio de adoração ao bezerro de ouro, Moisés perde a cabeça e quebra as tábuas onde estão gravados os Dez Mandamentos. De acordo com o relato, Deus (Iahweh) repõe o material destroçado, produzindo uma segunda versão. Só que esta surge bem diferente da primeira, como você vê a seguir.

Os Dez Mandamentos, Versão 1

(Deuteronômio, 5 e Êxodo, 20)

Esta é a versão consagrada dos Mandamentos. Nas duas partes da Bíblia em que ela aparece, há apenas uma mudança, no número III.

I – Eu sou seu Deus, eu o tirei do Egito. Adore somente a mim e não construa imagens de outros deuses ou de outras criaturas.

II – Não use meu nome em vão.

III – Lembre-se de santificar o dia do sábado e de não trabalhar nele. Até seus escravos devem descansar, porque você foi escravo no Egito e eu tirei você da escravidão.
(Em Êxodo 20 o trecho que aqui aparece em destaque é outro: “…, porque o Senhor criou todo
o Universo em seis dias e descansou no sétimo”.)

IV – Honre seu pai e sua mãe.

V – Não cometa assassinato.

VI – Não cometa adultério.

VII – Não roube.

VIII – Não minta ao testemunhar no tribunal.

IX – Não cobice a mulher do próximo.

X – Não cobice as coisas alheias.

moises tabuas

Os Dez Mandamentos, versão 2

(Êxodo, 34)

As mudanças em relação à versão 1 aparecem grifadas. Somados aos mandamentos de Êxodo 20, são 18 Mandamentos

I – Expulsarei todos os habitantes da terra que darei a você e à sua família, mas para isso você tem de destruir todos os deuses e altares deles.

II – Não faça qualquer aliança com os moradores da sua nova terra.

III – Não construa imagens de deuses com metal fundido.

IV – Realize todo ano a festa dos pães sem fermento, durante sete dias.

V – Todos os animais e seres humanos do sexo masculino que são os filhos mais velhos são meus. Os animais deverão ser sacrificados, enquanto os humanos serão consagrados a mim.

VI – Trabalhe apenas seis dias por semana e descanse no sétimo.

VII – Realize todo ano a festa da colheita, oferecendo a mim os primeiros frutos de sua lavoura.

VIII – Não misture pão fermentado aos sacrifícios de animais feitos em minha honra. Não guarde o cordeiro sacrificado na Páscoa para o dia seguinte.

IX – Traga os melhores frutos do começo da colheita para o meu Templo como oferenda.

X – Não cozinhe cabritos no leite de sua própria mãe.
(Interpretado pelos judeus como uma proibição a qualquer carne com qualquer derivado de leite – x-burguer não pode, por exemplo).

Os números de 2014

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2014 deste blog.

Aqui está um resumo:

Um bonde de São Francisco leva 60 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 2.900 vezes em 2014. Se fosse um bonde, eram precisas 48 viagens para as transportar.

Clique aqui para ver o relatório completo

Quinta da Boa Vista

Eproinfo / Introdução à Educação Digital

Vídeo produzido como trabalho acadêmico, apresentado à matéria de Novas Mídias. O vídeo mostra todos os espaços da Quinta, consegue ser conciso e abrangente ao mesmo tempo. Apresenta suas quatro áreas de forma bem dinâmica. O parque da Quinta da Boa Vista, localizado em São Cristóvão – zona norte do Rio, é a antiga residência da realeza. No antigo Palácio de São Cristóvão viveram seis gerações da família imperial brasileira e nasceram, entre outros, a Rainha D. Maria da Glória II, D. Pedro II e a Princesa Isabel. 

O parque possui uma área de 155 mil m² quadrados, ajardinada em 1869 por projeto do paisagista francês Auguste Glaziou a mando de D. Pedro II. A Quinta abriga ainda o Jardim Zoológico da cidade, o Museu Nacional e o Museu da Fauna, sendo o maior parque urbano da cidade.

Nos jardins há pontes, cascatas e lagos, locais ideais para piqueniques em família nos dias de sol. Sobre a arquitetura presente, destacam-se o Templo de Apolo, o busto de Glaziou, as estátuas em bronze de D. Pedro II e da Imperatriz Leopoldina e um pagode japonês.

baía de guanabara

Eproinfo /

Artigo produzido como trabalho acadêmico, apresentado à matéria de Novas Mídias.De acordo com os biólogos, o macro e diversificado ecossistema da Baía de Guanabara encontra-se em diferentes estados de degradação. Com mais de 4.000 km² de extensão, os problemas ambientais estão baseados na inadequada gestão dos esgotos sanitários e dos resíduos sólidos urbanos.

O macro e diversificado ecossistema da Baía de Guanabara encontra-se em diferentes estados de degradação. No sul, fronteira com o Atlântico, ele é menos impactado, pois suas águas são constantemente renovadas. Os grandes estaleiros com problemas crônicos de controle ambiental e outros já submetidos a históricos processos jurídicos insolventes disponibilizam uma grande bomba de poluentes no ambiente. A região norte é a que apresenta pior estado.

A qualidade da água na Baía de Guanabara é um fator estratégico para a gestão da qualidade e da saúde ambiental de toda a sua região hidrográfica. Os esgotos domésticos constituem-se no principal fator de poluição orgânica da Baía de Guanabara, devido à grande população estabelecida na sua região hidrográfica, que ultrapassa a marca de 8 milhões de habitantes.

Dentre as potenciais fontes poluidoras, encontram-se diversas tipologias industriais, terminais marítimos de produtos oleosos, dois portos comerciais, diversos estaleiros, duas refinarias de petróleo, entre outras atividades econômicas.

Embora, a ocupação de seu entorno se reporte ao início da colonização (1502), indiscutivelmente, foi a partir da década de 40, com os prenúncios do modelo industrial, que suas maiores transformações começaram a ser sentidas, principalmente no que se refere às alterações de seu perímetro, ocasionadas por uma série de aterros e despejos domésticos e industriais, com graves consequências para o seu ecossistema.

O mapa de sensibilidade indica as áreas noroeste e nordeste, as mais rasas e distantes da entrada da baía, como sendo as de maior fragilidade a alterações ambientais. Na fração noroeste a situação é agravada pela presença de canais estreitos, inexistentes na fração nordeste, caracterizando-a portanto, como a área crítica.

Aterros em baías têm seu efeito impactante quanto à qualidade das águas, e consequente qualidade ambiental. Esta dependência não se dá somente por sua extensão em área, mas também por sua localização, que afeta de maneira diferenciada, a circulação e renovação do corpo d’água em questão. Na baía de Guanabara temos como exemplo, os efeitos diferenciados produzidos pelos aterros da praia do Flamengo e Ilha do Fundão. Não se pode portanto, comparar tão somente a extensão das áreas aterradas mas também sua localização, e ainda, a natureza do fundo e das margens.

Governo do Estado promove 12 ações para reverter descaso ambiental histórico e avançar com o saneamento da Baía de Guanabara.

A meta de sanear 80% da Baía de Guanabara até 2016 faz parte dos compromissos olímpicos assumidos pelo Governo do Estado com o Comitê Olímpico Internacional (COI) para a realização das Olimpíadas do Rio.

A herança histórica de degradação ambiental da baía é imensa. Por isso, a meta de despoluição precisa ser assumida pela sociedade como um todo – em especial pelas prefeituras dos 15 municípios do entorno da Baía de Guanabara e por seus habitantes.

Não há Plano Guanabara Limpa que dê jeito se não for diminuída, por exemplo, a quantidade de lixo que é jogada diariamente não só diretamente nas águas de Baía de Guanabara, mas nos leitos dos rios e canais que terminam em suas águas.

Sem falar nos sucessivos aterros de áreas da baía, para a ocupação irregular de moradores e empresas, e o desmatamento de manguezais e de matas ciliares de rios e canais que fazem parte da bacia hidrográfica da Baía de Guanabara.

guanabara-1389302195720_956x500

Baía de Guanabara

Eproinfo / Introdução à Educação Digital

baía de Guanabara localiza-se no estado do Rio de Janeiro, no Brasil.

Vista da baía, 1903aaa

Artigo produzido como trabalho acadêmico, apresentado à matéria de Novas Mídias.Habitada pelos índios temiminós, foi descoberta pela expedição exploradora portuguesa de em 1 de Janeiro de 1502. Os portugueses a confundiram com a foz de um grande rio, ao qual denominaram “Rio de Janeiro”, por ter sido descoberto no mês de janeiro.O conjunto dos morros Cara de Cão, Pão de Açúcar e Urca formavam uma ilha chamada Ilha da Trindade e não uma península, como ocorre hoje, fruto de um aterramento realizado no século XVI .

Principal acesso à cidade do Rio de Janeiro durante séculos, acabou tragada pelo crescimento urbano a partir da segunda metade do século XX. Atualmente, conta com um tráfego intenso de navios, sendo significativa também a circulação das balsascatamarãs e aerobarcos que ligam o centro do Rio de Janeiro à Ilha de Paquetá, à Ilha do Governador, ao centro de Niterói e a Charitas(Niterói). O trajeto para Niterói pode ser feito, desde 1974, pela  Ponte Rio-Niterói.

Constitui a segunda maior baía, em extensão, do litoral brasileiro, com uma área de aproximadamente 380 km². Considerando-se a sua barra como uma linha imaginária que se estende da ponta de Copacabana até à ponta de Itaipu, esta sofre um estreitamento entre a ponta da Fortaleza de São João, na cidade do Rio de Janeiro, e a ponta da Fortaleza de Santa Cruz, na de Niterói, com uma largura aproximada de 1.600 metros. As profundidades médias na baía são de 3 metros na área do fundo, 8,3 metros na altura da Ponte Rio-Niterói e de 17 metros no canal de entrada da barra.

Rios que deságuam na baía : Canal do Cunha, Canal do Mangue, Rio Acari, Rio Alcântara, Rio Bomba, Rio Caceribu, Rio Carioca, Rio Estrela, Rio Guapi, Rio Guaxindiba, Rio Iguaçu, Rio Imboaçu, Rio Inhomirim, Rio Irajá, Rio Macacu, Rio Magé, Rio Maracanã, Rio Marimbondo, Rio Méier, Rio Meriti, Rio Pavuna, Rio Piraque, Rio Quitungo, Rio Roncador, Rio Saracuruna, Rio Sarapuí, Rio Suruí, Rio Timbó, Rio Trapicheiros, Rio Iriri, Rio Guaraí, Rio Guapimirim, Rio Joana

dd

Cidade do Rio de Janeiro vista da Baía de Guanabara.

Ilhas na baía

No interior da baía concentra-se uma grande quantidade de ilhas e ilhotas, entre as quais se relacionam: Ilha d’Água, Ilha da Boa Viagem, Ilha do Bom Jesus da Coluna, Ilha do Boqueirão, Ilha do Brocoió, Ilha do Caju, Ilha da Conceição, Ilha das Cobras, Ilha das Enxadas, Ilha Fiscal, Ilha das FloresIlha do Fundão, Ilha do Governador, Ilha da Laje, Ilha de Mocanguê, Ilha de Paquetá, Ilha do Pinheiro, Ilha de Pombeba, Ilha do Rijo, Ilha de Santa Bárbara, Ilha do Sol, Ilha de Villegagnon

A baía integrava a rota migratória das baleias francas que buscavam as suas águas quentes para procriar, no inverno austral. Até ao século XVIII, a pesca de baleias foi uma atividade expressiva na baía de Guanabara.

Poluição

Diante da perda secular de áreas de manguezal, exploradas sob os mais variados aspectos, a baía atualmente agoniza, vítima da poluição dos esgotos domiciliares e industriais, além dos derrames de óleo e da crescente presença de metais pesados em suas águas. À época do Descobrimento, estima-se que essas áreas cobriam 300 km²; dados da Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, em 1997, indicavam que elas se encontravam reduzidas a apenas cerca de 60 km².

Embora as águas da baía se renovem em contato com as do mar, ela é a receptora final de todos os efluentes líquidos gerados nas suas margens e nas bacias dos 55 rios e riachos que a alimentam. Entre as fontes potenciais de poluição contam-se 14 000 estabelecimentos industriais, quatorze terminais marítimos de carga e descarga de produtos oleosos, dois portos comerciais, diversos estaleiros, duas refinarias de petróleo, mais de mil postos de combustíveis e uma intrincada rede de transporte de matérias-primas, combustíveis e produtos industrializados permeando zonas urbanas altamente congestionadas.

A bacia que drena para a Baía de Guanabara tem uma superfície de 4 000 km², integrada pelos municípios de Duque de CaxiasSão João de MeritiBelford RoxoNilópolisSão GonçaloMagéGuapimirimItaboraíTanguá e partes dos municípios do Rio de JaneiroNiteróiNova IguaçuCachoeiras de MacacuRio Bonito e Petrópolis, a maioria localizada na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Esta região abriga cerca de dez milhões de habitantes, o equivalente a 80 por cento da população do estado do Rio de Janeiro e apresentou, no período 1980-1991, a maior taxa de crescimento do País. Mais de 2/3 dessa população, 7,6 milhões de habitantes, habitam na bacia da Baía de Guanabara.

A partir da década de 1990, começou a ser objeto de um grande projeto de recuperação ambiental, com verbas do Banco Interamericano de Desenvolvimento e do Governo do Japão. O projeto, no entanto, encontra-se atualmente paralisado.

Alguns trechos de suas margens foram aterrados para a construção de cais e de vias públicas, como o Aterro do Flamengo, a Avenida Brasil, a Linha Vermelha, a Rodovia Niterói-Manilha, entre outros.

eeee

Plataforma de petróleo ao lado de um petroleirona baía

Cerca de 400 indústrias, do total de 14 000, são responsáveis pelo lançamento de quantidades expressivas de poluentes na Baía de Guanabara e nos rios da sua bacia. Uma estimativa da carga diária de poluentes despejada na baía, considera: 400 toneladas de esgoto doméstico, 64 toneladas de resíduos orgânicos industriais, 7 toneladas de óleo, 300 quilos de metais pesados como: chumbo, mercúrio e etc.

dIÁRIOS do Desassossego

Poema do meu novo livro, dIÁRIOs do Desassossego. Lançamento previsto para a Bienal de BH

deslizo, desnudo
sem rumo, sem prumo
aos ventos.

singro, sangro
sem tino, sem norte,
à sina, à sorte.

naufrago, calado, mudo,
sempre existirão
tormentas, tormentos.

sinto o cheiro
do que se foi,
do que se espera

em cada primavera,
a forma perdida
procura seus etcéteras

nos ritmos da matéria,
no fora, no dentro,
em algum lugar

onde o avesso
do inverso
insiste em ficar.

agarro o grito
agudo que brota
curto da garganta.

sussurro
o espasmo lento
de um gemido surdo.

assomam as sombras
insones, sortidas
em meio ao escombro.

capa_perse266400